Os Simbolos da Reforma

...mas o justo viverá pela sua fé. (Hc 2:4b)

Então, lhes abriu o entendimento para compreenderem as Escrituras;" Lucas 24:45.

A Nossa Fé...

É baseada única exclusivamente nas escrituras e acreditamos ser ela a palavra de Deus infalível. Cremos em uma igreja apostólica, firmada em Cristo como rocha fundamental. Cremos que os verdadeiros cristãos são filhos de Deus em Cristo Jesus, nascidos de novo, regenerados pelo Espírito Santo para uma nova vida em Deus, com Deus, e para Deus...

O Cristão Crê...

1-Que Deus é Um e que há Um só Deus, o Criador

2-Que o Pai, o Filho e o Espírito Santo são o Único e o mesmo Deus.

3-Na autoridade Absoluta, Eterna e Inerrante das Sagradas Escrituras, a Bíblia.

4-Na Salvação concedida unicamente pelo Senhor Jesus Cristo mediante a Fé nEle e em toda a Sua obra: Sua vinda em carne, Suas palavras eternas, Seus milagres, Seu comportamento santo, Sua misericórdia, Sua justiça, Sua perfeição, Sua morte e ressurreição, Sua vitória sobre Satanás e sobre todos os demônios.

5-No retorno do Senhor Jesus Cristo, com grande poder e glória, para arrebatar a Sua Igreja, a qual Ele fundou e estabeleceu sobre Si mesmo, sendo Ele a Rocha Divina e Eterna, e para julgar vivos e mortos no Grande Dia de Sua vinda, o Dia do Senhor, o Dia do Juízo, o Último Dia.

6-Na Salvação eterna e irrevogável segundo as Suas promessas.

7-Na condenação ao inferno eterno de todos os pecadores que rejeitaram a Salvação oferecida por Deus, gratuitamente, mediante o sangue do Senhor Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus, derramado no Gólgota, em Jerusalém, há cerca de dois mil anos.

8-Que a Igreja de Cristo é mantida, alimentada, orientada e guardada pelo Espírito Santo, o Senhor, o Dono e o Deus da Igreja de Cristo.

9-Na distribuição dos dons do Espírito de Deus dentro da Igreja de Cristo, segundo a Sua vontade.

10-Na realidade da guerra espiritual ainda em curso entre Deus e o diabo, guerra esta desencadeada pela rebelião de Lúcifer e de outros anjos para os quais está preparado o lago de fogo e enxofre.

11-Na derrota de Satanás e dos demônios sobre os quais triunfou o Senhor Jesus Cristo ao cumprir toda a Lei de Moisés e ao Se oferecer a Deus como o único e perfeito sacrifício pelos pecados dos homens na cruz, no Calvário.

12-Que o estado de caos e de injustiça no qual se encontra imerso o mundo é conseqüência do pecado dos homens e de sua rejeição ao justo Governo de Deus.

13-Na Criação dos céus e da terra em seis dias literais, segundo o relato divino das Escrituras.

14-Que há somente uma Única Igreja de Cristo, formada por judeus e por gentios convertidos ao Senhorio, ao Domínio e à Soberania eterna do Filho de Deus, Igreja esta composta por todos os membros do Corpo de Cristo que peregrinam como forasteiros neste mundo temporário aguardando pela Pátria Celestial na qual entrarão quando vier o Senhor.

15-Que todo o esforço de justiça própria com vistas a alcançar a Salvação por mérito próprio, ou por merecimento, é inútil e anti-bíblico.

16-Que as orações e as súplicas devem ser dirigidas diretamente e tão somente ao próprio Deus, no nome do Senhor Jesus Cristo.

17-No fim literal do mundo e de todo o cosmos material que ocorrerá quando da manifestação do Filho de Deus no Último Dia.

18-Que imediatamente após a morte física segue-se o juízo da alma, sendo a alma dos salvos elevada ao céu e recolhida, em consciência, ao lugar da habitação de Deus. A alma condenada é imediatamente lançada, em consciência, dentro do inferno.

19-Na justiça, na bondade, na generosidade, na fidelidade e no infinito e eterno amor de Deus


O Cristão não crê

1-Na reencarnação

2-No purgatório.

3-Na salvação por merecimento, por obras e por justiça própria.

4-Na existência de mediadores entre Deus e os homens, a não ser Cristo Jesus, o Único Mediador da Nova Aliança.

5-Na autoridade espiritual de qualquer escritura, antiga ou recente, a não ser a Bíblia.

6-Na autoridade espiritual reivindicada pelo Sumo Pontífice da Igreja Católica Romana, o Papa.

7-Que a Bíblia contenha várias possíveis e diferentes interpretações segundo o limitado e falível intelecto humano sujeito, inclusive, à interferência das emoções e do desequilíbrio, mas que possui somente uma interpretação e esta segundo a revelação e o entendimento concedidos ao leitor das Escrituras por Deus mediante a Fé no Senhor Jesus Cristo.

8-Na possibilidade da união entre os verdadeiros Cristãos, Judeus não Cristãos, Muçulmanos, Hinduístas, Espíritas, ou qualquer outra crença, sob uma única religião mundial e internacional.

9-Na Teoria da Evolução.

10-Nos conceitos, nas idéias e nem nas filosofias da Nova Era (New Age Movement).


Os 4 cinco


Estes são os vinte pontos doutrinários indispensáveis e vitais para o cristianismo, sem os quais não é possível existir a verdadeira religião.


Os 5 Pontos do Fundamentalismo

Inspiração plenária da Escritura

Divindade de Cristo

Nascimento virginal de Cristo e historicidade dos milagres

Morte vicária de Cristo

Ressurreição física e retorno visível de Cristo

Os 5 Atributos da Bíblia

Inspiração

Inerrância

Infalibilidade

Autoridade

Suficiência

Os 5 Pilares da Fé Reformada

Sole Deo Gloria

Sola Gratia

Sola Fide

Solus Christus

Sola Scriptura

As 5 doutrinas da graça (TULIP)

Depravação Total (Total Depravity)
Eleição Incondicional (Unconditional Election)
Expiação Limitada (Limited Expiação)
Graça Irresistível (Irresistible Grace)
Perseverança dos Santos (Perseverance of the Saints)


Um Resumo dos 5 Pilares da Fé Reformada


SoleDeoGloria

Glória é algo que pertence somente à Deus! Ele é o Deus de toda glória (2 Tm 4:18) e (Ap 5:13). Por essa razão os reformadores mantiveram firmemente o ensino sobre a soberania de Deus em todos os aspectos da vida humana. Toda pessoa deve viver para a glória de Deus. Esse grande proposito da existência humana tem sido amplamente ensinado no protestantismo. Contrário à separação romana entre o sagrado e o secular, os crentes protestantes afirmam que "todo aspecto da vida" deve estar submisso ao Senhorio de Jesus Cristo, pois ele é digno de toda glória. A implicação clara desse ensino é que sem comunhão com Deus a existência humana se torna desesperadora, vazia e desprovida de significado. Deus criou o ser humano à sua imagem, e para a sua glória, e o coração humano encontra descanso quando descansado em Deus. Além do mais o objetivo de todo ser é dar glória a Deus somente, pois Paulo disse: "quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus".(1 Coríntios 10:31). Por essa razão, o catecismo de Westiminster afirma que o principal objetivo da vida humana é "glorificar a Deus e desfruta-lo para sempre".

Atualmente as pessoas acreditam que o alvo da existência é satisfazerem a si mesmos e buscar a felicidade a qualquer preço. O problema é que cada vez mais essas mesmas pessoas se encontram vazias e desprovidas do prazer que tanto anseiam. o fato é que o verdadeiro deleite só pode ser obtido quando as criaturas de Deus estiverem fazendo aquilo para o qual foram estabelecidas nesse universo: Viverem para a glória de Deus.

SolaGratia

Por causa de sua condição como pecador e ofensor de Deus, nada que o homem realiza pode resultar em méritos para a salvação. Todas as pessoas estão culpadas e condenadas por seus próprios atos, pois " Todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapos de imundícia, todos nós murchamos como a folha, e nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam' (Isaías 64:6). O ser humano não possui nada que pode oferecer em troca da sua salvação. Ele nem mesmo pode cooperar com a graça Divina para se salvar, pois ele esta morto em seus delitos e pecados. A única coisa que pode fazer é receber o favor de Deus.

A salvação só é possível pela graciosa intervenção e oferta de Deus. De fato, o pecador é justificado unicamente pela graça de Deus mediante seu filho Jesus Cristo. Portanto, a graça é o favor Divino que o ser humano não merece, mas que em sua livre vontade Deus lhe quer dar. Por isso a doutrina da salvação pela graça, revela não apenas a condição humana, mas também a natureza bondosa de Deus. a graça de Deus é maravilhosa, porque ao invés de abandonar a humanidade em seus pecados ele agiu poderosamente em prol da sua redenção em viando seu próprio filho para salvar todo aquele que nele crer.

A doutrina da salvação pela graça é um golpe severo sobre o orgulho e presunção humana. Nesse sentido não ha espaço para autossuficiência e nem mesmo para a soberba, pois a salvação sempre foi, é, e sempre será pela graça. "O Deus de toda graça" (1 Pe 5:10) possibilitou que seu favor viesse aos homens na pessoa e obra de Jesus, que é "cheio de graça e de verdade" (João 1:17). Cristo é o dom inefável de Deus ao mundo e, por isso, ninguém pode obter a salvação à parte dele.

SolaFide

Tanto a frase sola fide quanto ao princípio sola gratia expressam ensinamento apostólico registrado em (Efésios 2:8-9)" Porque, pela graça sois salvos, mediante a fé, e isso não vem de vós, é dom de Deus, não de obras, para que ninguém se glorie". Esse princípio enfatiza que o justo (Justificado) vive pela fé e continua crendo nas promessas feitas por Deus e registradas na sua Palavra. Assim, a condição para a salvação continua sendo: "Crê no Senhor Jesus e será alvo, tu e tua casa" (Atos 16:31). Em uma época em que a religião dominante ensinava que a fé, para ter efeito salvador, necessitava ser completamente pelas obras e atos de caridade, os reformadores destacaram o principio Bíblico de que a justificação é somente pela fé em Jesus Cristo, O fundamento escriturístico dessa verdade pode ser encontrada em textos como Efésios 2:8-0 e Filipenses 3:9. De fato a fé é o meio pelo qual o crente e unido a Cristo e declarado justo por Deus com base nos méritos do Salvador. Sem a fé pessoal em Cristo como Salvador, tudo que Jesus fez na cruz, bem como todo conhecimento teológico que alguém pode obter ao longo de sua vida, ambos não possuem significado algum para esse descrente. Pela fé o Cristão se apropria dos benefícios conquistados por seu Redentor. Contudo salvação somente pela graça não significa que o crente está desobrigado de obedecer aos ensinamentos bíblicos e buscar viver segundo a vontade de Senhor. A verdadeira fé nunca permanece sozinha, mas é sempre acompanhada de seus frutos benditos. Obediência a Deus e amor ao próximo são resultados diretos da fé salvadora. Nesse sentido, as boas obras são praticadas como gratidão a Deus e expressão da verdadeira, fé e nunca, como seus complementos.

SolusChristus

Deus se revelou, de maneira definitiva, na pessoa de Cristo (Cl 1:15), o qual, por meio de seu sacrifício perfeito e do triunfo sobre a morte, pode salvar completamente todo aquele que se achega a Ele. A ressurreição de Cristo foi uma prova de que o Pai aceitou seu sacrifício por quem Ele morreu e a Bíblia afirma: "Cristo não entrou em santuário feito por mãos humanas, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para comparecer, agora, diante de Deus" (Hebreus 9:24). Por causa da sua morte, nenhuma dívida permanece para ser paga pelos seus discípulos.

Dessa maneira, os reformadores conclamaram as pessoas a depositarem sua fé em Cristo como único Mediador entre Deus e o homem. Enquanto a igreja romana ensinava a existência do purgatório, a possibilidade de almas perdidas serem ajudadas pela intercessão dos fiéis, a invocação de santos e a veneração de suas relíquias e imagens, os reformadores insistiram que a salvação só é possível por causa da obra de Cristo. Como João Calvino declarou em seus escritos: "Nós buscamos somente Cristo para o favor Divino e o amor paternal". Segundo os reformadores, esperar a salvação ou intercessão de qualquer outra pessoa é desprezar Cristo e negar a sua função mediadora. A ênfase dos reformadores na mediação única de Cristo para a salvação implica, ainda, no ensino de que o ser humano, por estar condenado por seu pecados, não pode fazer nada que o reconcilie com Deus. A única coisa que o pecador merece é o inferno. Mas Deus, graciosamente concede salvação somente em Cristo, pois "não ha salvação em nenhum outro, porque debaixo do céu não exite nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo que importa que sejamos salvos" (Atos 4:12).

Portanto, a maior benção que um pecador pode obter nessa vida é "ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede da lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé"(Filipenses 3:9)

SolaScriptura

O Fundamento da Reforma Protestante foi o seu compromisso com a autoridade da palavra de Deus. Enquanto os religiosos da época defendiam a autoridade hierárquica da igreja, do papa e dos sacerdotes, os reformadores defenderam a centralidade das Escrituras, na vida cristã. As Escrituras são a fonte da autoridade dos cristãos tanto na fé como na prática. Isso não significa que os cristãos desconsiderem contribuições de outras áreas do conhecimento, mas que tudo oque diz respeito à revelação de Deus e sua vontade deve ser interpretado à luz das Escrituras. A Bíblia é a palavra viva do Deus vivo e nela se encontra tudo oque é necessário para a vida e piedade (2Pe 1:3). É preciso que se compreenda que sola Scriptura também implica em "toda a escritura" ou seja, cada um dos 66 livros da Bíblia foi inspirado pelo Espírito Santo. Logo, os Escritos Sagrados são úteis para o "ensino, para a repreensão , para a correção, para educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeitamente habilitado para a boa obra" (2 Tm 3:16-17). Dessa maneira, a Bíblia deve ser estudada e aplicada como uma unidade e não apenas aqueles textos que mais agradam seus leitores.